Album: Radical Face – Ghost

TAG NINAGhost é o segundo de três álbuns do projeto solo de Ben Cooper, Radical Face. Foi lançado no ano de 2007, embora Ben tenha começado a escrever canções para o álbum lá em 2004. Eu só fui conhecer recentemente, pois uma das músicas, “Home“, apareceu em uma propaganda da Nikon. Fiquei apaixonada e dei logo um jeito de escutar a discografia. As músicas tem uma pegada mais intimista e, em alguns momentos, achei meio parecido com Simon and Garfunkel -uma dupla de folk music MUITO boa e que eu duvido que vocês não conheçam, rs.

Copper, no site oficial de Radical Face, diz que o álbum é conceitual. A ideia era escrever letras como se as casas guardassem memórias. Assim, quem tivesse morado por lá, ao se mudar, deixaria seus fantasmas pra trás, que poderiam assombrar os próximos moradores. As músicas são pequenas histórias que contém essa mesma temática e fazem um álbum de 11 faixas.

Radical Face

Pra quem gosta do gênero musical Indie (que vem de independente, só de curiosidade, rs) é uma excelente pedida. Tem muito violão e sons relacionados com a temática, como portas abrindo e tábuas rangendo. Dá para escutar do começo ao fim sem nem pensar em enjoar. Espero que tenham ficado curiosos a respeito do álbum e do artista e aqui vai um video para animar vocês ainda mais.

Beijos e até a próxima!

Anúncios

Lollapalooza with babies

O Lollapalooza é um festival de rock e teve sua primeira edição ano passado aqui no Brasil, foi um sucesso e esse ano serão três dias inteiros de muita música boa! Queria muito ter ido ano passado, mas como eu e o Ricardo namorávamos a distância, o nosso dinheiro suado era guardado cuidadosamente para a nossa ponte aérea do amor, rs. Nesse ano tudo ficou mais inviável ainda, as nenens são muito pequenas e o gasto com elas é muito grande. Por agora não podemos nos dar ao luxo de viajar para um festival.

Eis que o Padrinho mais prestativo do Brasil, Pedro, me dá uma dica muuuito massa que eu vim compartilhar com outros pais desavisados como eu e Ricardo!! O Lollapalooza oferece o Kidzapalooza, que nada mais é que um palco criado para entreter as crianças enquanto os pais curtem os festival! Mas os pais também podem ficar lá com elas, obviamente. Tem oficina de bateria, musicalização infantil e a disco baby – discoteca para crianças. É ou não é demais?

Se você é um papai ou mamãe do rock e deixou de comprar o seu ingresso por conta do pequeno ou da pequena, CORRE que ainda dá tempo! Eu e Ricardo estamos salvando economias para o ano que vem, quem sabe não dá? Se você curtiu a ideia e quer se informar melhor, clique aqui para olhar o site do festival!

Disco_31

Disco Baby

Lembrando que a entrada é gratuita para crianças com menos de 10 anos ❤

A Arca de Noé

Pelo que tenho visto por aí a modinha em musica infantil é a tal da galinha pintadinha. Eu acho até legal, vi vários vídeos no youtube e até já sei algumas músicas de cor. Essa galinha gruda na nossa cabeça, hahahaha, tem hora que me vejo cantarolando aleatoriamente mesmo quando as nenens estão dormindo. Mas sei lá, eu tenho meus contra (sempre tenho, rs)… Pode ser impressão minha mas tenho a sensação que os desenhos de hoje tem o vocabulário bem pobre, principalmente as músicas infantis (pegando a nossa amiga pintadinha como exemplo).

Quando eu era mais nova, escutava bastante MPB (música popular brasileira) e meus pais me compraram um CD que se chama “A Arca de Noé”. Na lista tem músicas de Alceu Valença, Fábio Jr., Chico Buarque, Milton Nascimento e vários outros artistas consagrados e conhecidos por nós. Coloquei pras meninas escutarem esses dias, pois elas estavam muito inquietas e eu não aguentava mais ouvir có có có. E não foi que tanto Manuela como Melissa prestaram atenção no CD todo até o final? Brincavam enquanto eu cantava, e adoravam as melodias e os instrumentos diferentes que surgiam ao longo das músicas.

Tem músicas lindas, muitas que fizeram parte da minha infância e que tenho certeza que todos conhecem. Quem não se lembra de  “Lá vem o pato, patati patacolá, quack quack” ?  AMOOOO, hahahaha, e pelo visto as pequenas também. Achei importante introduzir esse gênero musical pra elas e fiquei feliz com a aprovação. Tenho certeza que o português das babys irá agradecer no futuro.

IMG_3325

Quando Manu e Mel forem maiores, vamos apresentar a elas Tom e Jerry. Nossa, como eu adorava. Lembro direitinho que eu e meu pai ficávamos a noite deitados na cama assistindo quando era menor e rindo um monte, kkkk! Era um desenho simples e que cumpria a sua função como desenho: Entreter a garotada. Sem muita imposição de regras como vemos nos desenhos atuais. Depois conto se elas vão curtir o gato e o rato e pra quem elas vão torcer, rs.


Fábio Jr. – A porta: Essa música é indecente, linda demais! A Arca de Noé foi um musical exibido pela rede Globo em 1980, fez parte da minha infância e agora fará parte da infância das minhas filhas. Recomendadíssimo.